Em noite nostálgica, Sandy e Junior emocionam multidão em volta aos palcos

Irmãos deram pontapé inicial a comemoração dos 30 anos da dupla em Recife

Por O Dia

Sandy e Junior em Recife
Sandy e Junior em Recife -
Quem poderia imaginar que doze anos após o término oficial da dupla, os irmãos Sandy e Junior seriam capazes de parar de novo uma cidade? Pois bem, o Recife literalmente parou. Sexta-feira, dia 12 de julho de 2019. Não tenham dúvidas: uma sexta-feira atípica na capital do estado de Pernambuco. Desde cedo era impossível transitar pelas principais vias que dão acesso ao Classic Hall – justamente na divisa entre as cidades de Recife e Olinda – local onde aconteceu o tão esperado retorno aos palcos dos filhos de Xororó e Noely.

Durante todo o dia, a área externa da casa de espetáculos esteve repleta de fãs de vários lugares do Brasil e que não poderiam perder esse momento histórico. Eram pontualmente 21:30 – assim como constavam nos ingressos – e teve início o show, que seguiu por duas horas e dezessete minutos, intercalando músicas, vídeos e interação dos artistas com o público. Os figurinos impecáveis. Sandy com vestidinhos acinturados mostrando a boa forma do alto de seus 36 anos de idade e Junior com um visual mais na pegada Pop/Rock. Jaqueta, calça e troca de blusas sempre nos tons escuros. Inclusive, no bis tirou as botas em couro que o acompanharam durante todo o show e aderiu a um tênis na tentativa de um pouco mais de conforto.

O tempo, aliás, foi um aliado. Hoje, mais maduros, com famílias constituídas, eles levam tudo mais na esportiva e parecem brincar com situações do passado. O público, histérico, cantava todas as músicas e com todas as forças arrancadas do fundo da alma. A produção, aliás, a superprodução, tem a direção do diretor de TV Raoni Carneiro – que esteve acompanhado de sua esposa, a atriz Fernanda Rodrigues e da filha Luiza. O palco é tecnológico e tem corpo de balé reproduzindo as mesmas coreografias, inclusive os mesmos músicos. Não faltou nada! Detalhe: as músicas não seguiram uma ordem cronológica, mas foram divididas em blocos. Sandy, chamada por seu irmão em certo momento de 'garota linha do tempo', pontuava o ano da música, principalmente num momento “voz e violão”, em que os dois sentaram bem próximo aos fãs do 'gargarejo'.

"Passa um filme na cabeça. Sabe o que é mais legal de estar aqui? É poder construir novas lembranças com vocês", disse Sandy. "Eu não sou como a Sandy que lembro da data das coisas e a ordem. Mas essa canção marcou uma fase especial e de muitas descobertas. Espero que curtam e cantem junto", confessou Junior antes de cantar 'Super Herói'.

Ao final, sob os gritos de 'eu não vou embora', da plateia em polvorosa, os Sandy e Junior agradeceram visivelmente emocionados aos fãs recifenses pela presença e encerram a apresentação. Sandy entregou o microfone ao produtor e entrou direto no carro que estava no palco pronto para leva-la embora. Já Junior ficou na casa de shows, jantou e deixou o local por volta da 1 da manha ao lado da esposa, quando apenas cerca de 20 fãs o aguardavam.

Confira o repertório do show:

Abertura

1. Não dá pra não pensar

2. Nada vai me sufocar

3. No fundo do coração

4. Estranho jeito de amar

5. Olha o que o amor me faz

6. Nada é por acaso

7. Love never fails

8. As quatro estações

9. Aprender a amar

10. Imortal



Bloco 2



11. Libertar

12. Acho que pirei

13. Beijo é bom

14. Etc e tal

15. Rebolar

16. Dig dig joy

17. Eu quero é mais



Bloco 3



18. Enrosca

19. A gente dá certo



Bloco 4 Acústico



20. Inveja

21. Ilusão

22. Não ter

23. Era uma vez

24. Com você

25. Inesquecível

26. Super herói

27. A lenda

28. Cai a chuva



Bloco 4 bis

29. Turu turu

30. Desperdiçou

31. Vamos pular

Comentários