Dora em relato emocionante  - reprodução Youtube
Dora em relato emocionante reprodução Youtube
Por O Dia
Em um relato emocionando publicado em seu canal no Youtube, a influenciadora Dora Figueiredo afirmou ter sido vítima de um relacionamento abusivo. O vídeo que já conta com mais 400 mil visualizações, chegou a alcançar o topo das publicações mais assistidas da plataforma. Nas imagens, Dora revela detalhes do que passou com um ex-namorado.
“Eu lembro muito bem do primeiro sinal: foi quando ele fez: ‘sshhh’, aqui não é lugar pra você falar alto. Foi de um ‘shhh’ para ‘você não pode falar na internet sobre feminismo’. Foi de controlar o volume da minha fala em certos ambientes até controlar o que eu falava na internet. No começo era: ‘coma comidas diferentes’ para ‘eu não vou nunca mais comer perto de você porque você não respeita a comida’. Foi de: ‘poxa, eu tenho dificuldade de entender sua depressão, porque não tenho nada parecido’ para ‘você é a mulher mais fraca que já conheci, tenho certeza que você nunca vai melhorar da depressão e eu não quero uma mulher doente do meu lado’", contou ela. 
Publicidade
Dora afirmou em suas redes sociais que fez o vídeo para encorajar mulheres que possam estar passando por situações parecidas. "Finalmente eu consegui fazer um vídeo sobre relacionamento abusivo contando um pouco do que eu vivi. Foram exatos 29 minutos chorando sem parar, mas eu cansei de ter medo, não contei nem 1% do que eu vivi, porém contei como eu me sinto e pela primeira vez no canal principal”, escreveu.
Dora não citou o nome do ex no vídeo, mas os fãs da youtuber apontam que ela esteja falando de Otávio Albuquerque, o 'Tavião'. No Twitter, ele se defendeu das acusações.
Publicidade
"Sobre a questão em discussão: respeito e entendo a posição da minha ex. É do seu direito, e não cabe a mim nada além de ouvir. Todos saem feridos e magoados do final de um relacionamento, e não sou exceção. Como muitos sabem, não falo da minha vida pessoal na internet, o que leva muitos a acreditarem que tenho tudo tranquilo e resolvido. Evidentemente, sou um ser humano. Carrego minhas derrotas, minhas mágoas, meus sofrimentos. Na vida, sempre procurei ouvir e aprender, repensando e mudando comportamentos. Lamento, porém, que nossa história esteja sendo usada desta forma intencionalmente destruidora, sem que as pessoas saibam o que realmente ocorreu. O tribunal da internet está, sempre, criando monstros e heróis baseado em um único lado da história: poucos diálogos, muitos julgamentos. Agradeço a todos os apoios e também aos ataques que estou recebendo, pois sei que há algo a aprender com tudo isso. Talvez para todos nós", escreveu ele. 
Confira abaixo o relato de Dora na íntegra: