Aldair Playboy, do hit 'Amor Falso', enfrenta batalha judicial com a ex pela guarda da filha

Emanuele Coutinho afirma que o ex não cumpre com suas obrigações de pai. Já o cantor afirma que a guarda da criança era compartilhada até o dia que a mãe pegou a filha e não devolveu mais

Por O Dia

Aldair Playboy
Aldair Playboy -
Emanuele Coutinho, ex-mulher e mãe da primogênita de Aldair Playboy, está em guerra judicial com o cantor dono do hit 'Amor Falso'. Ela usou as redes sociais para fazer um desabafo quanto a paternidade do cantor. Através dos stories, Emanuele afirmou que o artista não cumpre com as obrigações de pai com a filha de 7 anos.

"Ligar uma vez na vida é fácil. Fazer uma chamada de vídeo no dia do aniversário, é fácil. Mas a criança não quer só isso, não. Criança quer amor, carinho e atenção. Criança quer ser lembrada. E quando digo lembrada, não é só em redes sociais, não. É muito fácil pagar de paizão em redes sociais. Difícil é ligar e perguntar como está e ajudar, pois filho não se alimenta só de amor, não. Filho tem gastos, tem escolas, tem remédios, tem feira, tem tudo. Pai, pra mim é, além de estar presente, não deixar faltar nada para o seu filho. E mesmo estando longe, fazer o possível para ligar, coisa que infelizmente o pai da minha filha não faz. Mas faz sim, para os outros filhos. Para mim, pai e mãe tem que amar todos iguais", escreveu ela.

Emanuelle disse ainda que se envergonha de ter que expor toda a situação que vem enfrentando de maneira pública. "Sim gente, ele não ajuda em absolutamente nada. Dá até vergonha falar isso. Ele pode não sentir vergonha, mas eu sinto. Quem sempre sustentou e deu tudo pra minha filha fui eu, pois a única vez que minha filha teve algo vindo do pai, foi quando ela passou um tempo lá. Ele só queria ela lá para justamente não dar nada. Daí vocês já tiram o pai que ele é", disse ela.

Já o cantor afirma que a história não é bem essa. Aldair Playboy, contou à coluna, através de sua assessoria jurídica, que mantinha com ex a guarda compartilhada da menina, até que em março deste ano, Emanuele pegou a menina nos dias reservados à ela por direito e não devolveu mais.
"Aldair Playboy confirma que há um processo em curso na Vara de Família a respeito da sua filha mais velha, devido aos acontecimentos dos últimos meses para voltar a ver sua filha, que tanto ama e que mora com o cantor há mais de quatro anos. Fato de fácil verificação através da matrícula escolar na instituição de ensino, assistência da menina as classes ministradas e redes socais.
Eles têm guarda compartilhada, mas a criança morou com o pai em João Pessoa, Natal no Rio Grande do Norte e depois se mudou com o mesmo para Fortaleza no Ceará onde vivia até início de março.
A mãe da menina pediu que Aldair levasse a filha até João Pessoa na Paraíba, para vê la e quando ele foi buscá la, ela não devolveu mais. Sendo assim, o cantor não viu mais a filha e para resguardar o seu direito de pai e alimentante da menor, e que a menina sempre conviveu ao seu lado, entrou com as medidas legais cabíveis, para ver a retomada da situação de antes.
Tudo está sendo resolvido conforme a lei vigente, de maneira que os interesses da menor sejam protegidos de forma jurídica, por se tratar de um processo de família e que é mantido pelo segredo de justiça!", diz o comunicado emitido pela assessoria do artista. 

Além da filha que teve com Emanuele, Aldair Playboy ainda é pai de mais quatro crianças, que são frutos do relacionamento com a atual mulher dele, Raíssa Lopes. Procurada, a ex-mulher do cantor se limitou a confirmar que há um processo em curso na Vara de Família e optou por não comentar o caso, já que a ação corre em segredo de Justiça. 

Comentários