A Unidos da Tijuca perde um de seus baluartes

Andrade Chefia morreu na madrugada desta terça-feira

Por O Dia

Andrade Chefia
Andrade Chefia -
Na madrugada desta terça-feira (12), morreu Alexandre Ferreira de Andrade, o Andrade Chefia, um dos baluartes da Unidos da Tijuca. Conhecido como a voz do Morro do Borel, Chefia tinha 86 anos e prestou seus serviços durante mais de 60 anos à escola como locutor e divulgador oficial da agremiação. Há dois anos ele vinha lutando contra um câncer de próstata. Ele deixa cinco filhos, cinco netos e quatro bisnetos. Ainda
não há informações sobre velório e sepultamento.

E esta não foi a única perda da escola. Na noite de segunda-feira, a agremiação do Morro do Borel também perdeu Erika Ribeiro de Maria, ex-passista da ala Encantos do Pavão. Erika lutava há muito tempo contra um câncer. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários