Presidente de associação criminalista esclarece convite a Gizelly para presidência nacional de comissão

Homero Mafra, presidente da ABRACRIM do Espírito Santo, conta que divulgação antecipada da sister gerou mal-estar nos bastidores da advocacia

Por O Dia

Gizelly
Gizelly -
Depois de toda confusão envolvendo o convite recebido por Gizelly Bicalho, para ser presidente nacional da 'Jovem Advocacia Criminal' da ABRACRIM (Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas), a coluna procurou o advogado Homero Mafra, o responsável pelo convite que deixou a ex-BBB toda boba, para esclarecer alguns pontos que deixaram os fãs da ex-sister de cabelo em pé.
Segundo Homero, o convite para a presidência nacional da nova comissão, que deve ser criada em breve, de fato existiu. "As comissões da ABRACRIM não são eleitas, são indicadas pelo presidente. Eu fui porta-voz de um convite de uma construção que eu e o presidente Elias (presidente nacional da ABRACRIM) estávamos fazendo. Na euforia e com um pouco de ingenuidade, ela revelou que tinha sido convidada. E realmente tinha, com o aval do presidente Elias. Mas era uma coisa que nós precisávamos construir", conta Homero.
O porta-voz do convite revela ainda que o fato de Gizelly ter antecipado a novidade publicamente em uma live causou mal-estar interno. "Quando ela revelou isso, pessoas até do próprio estado, por questões paroquiais, questões nossas, começam uma campanha cruel e covarde contra a Gizelly nos grupos da ABRACRIM. As pessoas no Espírito Santos aproveitaram essa divulgação dela para criticar. Não era pra ela ter falado nesse momento, mas ela ficou muito empolgada com o convite. Gerou um mal-estar com pessoas muito paroquiais", diz Homero sobre a divulgação antecipada do convite não ter repercutido bem internamente, uma vez que a comissão sequer foi criada ainda. 
Nesta quarta-feira (22), a ABRACRIM nacional emitiu um comunicado negando que a advogada tivesse cargo diretivo na instituição. O pronunciamento foi necessário porque alguns jornalistas se confundiram e publicaram que Gizelly havia sido convidada para presidência da associação, em vez noticiar o convite para presidir a nova comissão que integra a ABRACRIM. 
"A ABRACRIM – Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas, tendo em vista a grave disseminação de notícias inverídicas, vem a público esclarecer que a advogada Gizelly Bicalho, ex-participante do reality show “Big Brother Brasil”, é associada de nossa entidade, porém não ocupa qualquer cargo diretivo nacional."
Antes de entrar na casa mais vigiada do Brasil, Gizelly já era presidente estadual da comissão 'Jovem Advocacia Criminal' do Espírito Santo. O convite para ser presidente nacional da nova comissão foi revelado por Gizelly durante uma live com a cantora Lexa.

"Quando eu saí, o presidente do Espírito Santo mandou uma mensagem falando: 'Estou torcendo por você. Se você sair, o cargo continua sendo seu'. Hoje, ele me ligou e falou assim: 'tenho uma novidade. Você não vai ser mais presidente estadual, vai ser a nacional'. Criaram uma comissão da Jovem Advocacia Criminal e eu sou a presidente nacional", disse a advogada, que durante o confinamento no 'BBB' chegou a questionar se conseguiria retomar sua carreira como advogada quando acabasse sua participação no jogo.

Comentários