Mãe de Lexa, Darlin Ferratry, é coroada rainha de bateria da Unidos de Bangu
Mãe de Lexa, Darlin Ferratry, é coroada rainha de bateria da Unidos de BanguAg. News
Por O Dia
Publicado 17/08/2020 05:00 | Atualizado 17/08/2020 10:24
Darlin Ferratry, mãe da cantora Lexa, tem sido alvo de reclamações dos vizinhos do condomínio onde mora, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Segundo um dos moradores, que preferiu ter sua identidade preservada, de duas a três vezes por semana tem música alta na casa da empresária, mesmo quando não há festa. Por conta disso, Darlin já teria sido notificada algumas vezes pelo condomínio e recebido cerca de R$ 11 mil em multas.

Galeria de Fotos

Lexa e sua mãe Darlin Ferrattry. Reprodução do Instagram Reprodução do Instagram
Darlin Ferrattry é anunciada como rainha de bateria da Império Serrano: 'estou explodindo de alegria' Divulgação
Darlin Ferrattry é anunciada como rainha de bateria da Império Serrano: 'estou explodindo de alegria' Divulgação
Darlin Ferrattry, mãe de Lexa Ag. News
Darlin Ferrattry Divulgação
Mãe de Lexa, Darlin Ferratry, é coroada rainha de bateria da Unidos de Bangu Ag. News
Mãe de Lexa, Darlin Ferratry, é coroada rainha de bateria da Unidos de Bangu Ag. News
Mãe de Lexa, Darlin Ferratry, é coroada rainha de bateria da Unidos de Bangu Ag. News
Mãe de Lexa, Darlin Ferratry, é coroada rainha de bateria da Unidos de Bangu Ag. News
Publicidade
"A movimentação na casa é inadequada nesses tempos de pandemia, mas o barulho é o que mais incomoda. Muita gente está trabalhando em home office, as crianças estão estudando em casa e, do nada, começa uma música altíssima. Não tem hora. Pode ser num sábado à noite, domingo ou dia de semana. E quando abordada, ela não dá importância e costuma debochar dos seguranças. É inaceitável que a diversão de uma casa custe a tranquilidade das outras", desabafa um dos condôminos.
No último sábado, após tomar conhecimento das reclamações, através desta coluna, Darlin usou os stories do Instagram para avisar que iria comemorar o aniversário do filho de 23 anos à noite. "Está tudo tão incrível, afinal, não é todo dia que a gente pode comemorar 23 aninhos ao lado do filhote. E é só a gente mesmo da família. Tô bem animada. Vamos ligar um pouquinho o som, vamos nos divertir um pouco, com moderação e com amor. Já quero me antecipar que eu vou ficar animada hoje, mas com muito respeito e carinho por todo mundo, porque a gente tem vizinhos e tem que cuidar bem deles", disse a empresária.
Publicidade
A coluna procurou a assessoria de Darlin para saber se ela iria se manifestar sobre sobre as reclamações da vizinhança e multas, mas não tivemos retorno até o fechamento desta matéria.
Na manhã desta segunda-feira (17), após a repercussão, Darlin procurou esta colunista para dizer que foi multada pelo  condomínio apenas uma vez e que a taxa, no valor de R$ 1.135, já foi paga. "Teve uma multa só. Eles vieram aqui e eu baixei o som. Eu sou muito educada. O segurança veio aqui no carrinho e eu baixei o som. Eu brinco, eu rio... Eles gostam de mim aqui. Eu nunca debocharia. Foi uma multinha só que já está paga", contou. Pouco depois de falar com a gente, um vizinho de Darlin entrou em contato para dizer que ela havia ligado o som nas alturas novamente. Desta vez, com música gospel. Ele também questionou o fato de ela ter afirmado que recebeu apenas uma multa: "Ela diz que só levou uma porque as outras ainda estão no prazo de recorrer. Só vem na cobrança depois disso". Abafa!