PSL expulsará deputados que não se afastarem de Witzel

Comando do partido também recorrerá à Justiça para tomar mandato de parlamentares

Por CÁSSIO BRUNO

Flavio Bolsonaro
Flavio Bolsonaro -
RIO - A cúpula do PSL não perdoará o deputado do partido que continuar na base do governador Wilson Witzel (PSC) na Alerj. O comando da legenda pretende expulsar e ainda recorrer à Justiça para tomar o mandato do parlamentar que não cumprir a ordem do senador Flavio Bolsonaro, que está em viagem oficial à China. Vale também para quem não entregar os cargos. Como mostrou a Coluna ontem, dos 12 deputados do PSL, pelo menos sete fizeram indicações às secretarias e órgãos estaduais. E, até agora, nenhum deles seguiu a orientação do filho do presidente Jair Bolsonaro de colocar as vagas à disposição de Witzel.

TESTE DE FORÇA PARA FLAVIO BOLSONARO

A crise sem volta com Witzel será um teste para Flavio Bolsonaro. Desgastado pelo caso Queiroz, o senador, desta vez, saberá se tem ou não força junto à bancada do PSL. Além dos cargos dos deputados, o partido ocupa duas secretarias de primeiro escalão no governo estadual. Anteontem, por meio de sua assessoria de imprensa, o secretário de Ciência e Tecnologia, Leonardo Rodrigues, suplente de Flavio, afirmou que permanecerá no cargo. A outra é ocupada pela Major Fabiana, titular da pasta de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficiência.

SEM APOIO DE PRESIDENTE E GOVERNADOR

A confusão começou com o desejo de Witzel de concorrer a presidente, em 2022, contra Jair Bolsonaro. O governador só se elegeu na onda favorável ao presidente. Com cargos no Guanabara, o deputado Rodrigo Amorim (PSL) deve ser o mais afetado. Bolsonaro não o quer candidato a prefeito do Rio. Witzel já descartou apoiá-lo. Presidente da Comissão de Orçamento, Amorim terá que provar que, agora, é oposição, principalmente se o assunto for o cumprimento ou não do Regime de Recuperação Fiscal por Witzel.

FALTOU COMBINAR COM A ASSESSORA

O secretário de Ciência e Tecnologia, Leonardo Rodrigues (PSL), afirmou ontem, em rede social, não ter respondido ao pedido de entrevista deste colunista sobre a saída do PSL do governo Witzel. Tratou a declaração dele (“Nada muda. Continuo secretário”) como notícia falsa. No entanto, a frase foi repassada pela coordenadora de imprensa do secretário, Paula Pinto, por telefone. Segundo ela, a pedido do próprio Rodrigues.

NEM TUDO NA BRIGA É ELEIÇÃO

O rompimento da família Bolsonaro com Wilson Witzel (PSC) vai muito além da vontade do governador do Rio em ser candidato a presidente, em 2022. É que... envolve também o caso Queiroz!

NAS ONDAS DAS REDES

Pré-candidato à reeleição, Marcelo Crivella (PRB) quer turbinar as redes sociais para a campanha. A jornalista Elis Monteiro foi apresentada ontem à equipe de comunicação como a nova consultora.

OS TAXISTAS AGRADECEM

Jorge Felippe (MDB), presidente da Câmara, faz reunião amanhã com vereadores. Quer aprovar projeto de lei de sua autoria com restrições a motoristas de aplicativos. O parlamentar tem base eleitoral entre os taxistas.

PRESIDENTE NÃO-OFICIAL

Aliás... ainda não houve, na Comlurb, sequer uma assembleia para dar posse ao novo presidente Paulo Mangueira, indicado pelo vereador Jorge Felippe. Paulo foi nomeado por decreto, sem efeito jurídico.

VAI PRIVATIZAR?

A Cedae está repassando ao governo R$ 330 milhões a título de dividendos. O que quer dizer? A companhia de água e esgoto do estado nunca lucrou tanto.

PICADINHO

A Convenção Nacional da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura será de sexta-feira a domingo, em Búzios.

Para comemorar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, o Shopping Jardim Guadalupe faz sábado evento social.

A terapeuta e psicóloga Aline Gomes promove o encontro Constelação Familiar em grupo, na Barra da Tijuca, dia 28.

DESCE

DANIEL ALVES

Repercutiu mal a declaração do jogador: “A imprensa nunca vai saber disso porque nunca jogou futebol”. Ele pediu desculpas.

DESCE

ROMÁRIO

Senador do Podemos-RJ foi condenado pela Justiça a pagar aluguéis atrasados (R$ 385 mil) de casa onde morava.

Comentários