Uma maneira divertida de aprender inglês

Atividades lúdicas tornam-se comuns nas metodologias das escolas de idiomas

Por O Dia

Especial Zona Oeste - Educação - Curso Brasas
Especial Zona Oeste - Educação - Curso Brasas -
Aprender inglês brincando parece coisa de outro mundo. Mas se tornou uma linha pedagógica para muitas escolas especializadas. No Brasas, atividades lúdicas também fazem parte do aprendizado.
A tradicional escola de idiomas, criada em 1966, tem cinco unidades na Zona Oeste: Campo Grande, Recreio, Barra, Jacarepaguá e Vila Valqueire. Com objetivo de revolucionar o ensino da língua inglesa no Brasil, o Brasas fez uma parceria com a Positivo Tecnologia Educacional — distribuidora oficial do Lego Education no Brasil — para proporcionar aos alunos um aprendizado mais divertido e colaborativo.
O uso de diferentes conjuntos do Lego Education já é aplicado em várias escolas de idiomas do mundo. A metodologia permite ao professor uma gama de possibilidades para desenvolver a fluência dos seus alunos na língua estrangeira.
“Sabemos que quanto mais o aluno se diverte ao aprender, melhor internaliza e retém a informação. Esse é um dos objetivos da metodologia por trás das soluções Lego Education, que também estimulam boas práticas comportamentais, inteligência emocional, socialização e compartilhamento de emoções”, destaca Guilherme Leal, diretor acadêmico do Brasas.
A ferramenta está disponível em todas as unidades do curso na Zona Oeste, nas turmas Kids e Juniors (alunos de oito a 13 anos). Além disso, segundo a escola, nas matrículas realizadas até o dia 31 de outubro, o aluno ganha 20% de desconto nas duas primeiras mensalidades.
A parceria com a Positivo Tecnologia Educacional rendeu também um projeto piloto de aulas de robótica em inglês, que está em fase de implementação nas unidades. As aulas, destinadas a crianças de 8 a 11 anos, acontecem uma vez por semana, com o apoio da solução robótica da Lego Education WeDo 2.0. Em um laboratório, os alunos são estimulados a despertar o pensamento crítico e a criatividade, unindo inglês e robótica.

Comentários