Homenagens por todos os cantos

Morte de Kobe Bryant gera uma comoção e queda do helicóptero com o astro, sua filha e mais sete pessoas é investigada

Por O Dia

A morte da lenda do basquete Kobe Bryant, de 41 anos, em um acidente de helicóptero na Califórnia, numa tragédia em que também faleceram a sua filha Gianna, de 12 anos, e outras sete pessoas, causou comoção mundial. O foco da investigação inicial é entender as condições do nevoeiro onde ocorreu a queda do helicóptero modelo Sikorsky S-76 nas colinas próximas a Calabansas, sul da Califórnia.

"Não parecia que estava certo, estava muito lento. Vi (a aeronave) caindo e chacoalhando. Mas era difícil de entender porque estava com muita neblina. O helicóptero sumiu numa nuvem e então teve um "boom". Vi uma grande bola de fogo. Ninguém poderia sobreviver àquilo", disse uma testemunha ouvida pelo "Los Angeles Times".

RIVALIDADE DE LADO

Na NBA, todos os 29 rivais do Los Angeles Lakers prestaram homenagens ao ex-jogador, que defendeu apenas o time californiano, conquistando cinco títulos e tendo duas camisas aposentadas pela franquia (#8 e #24). Na partida entre Celtics e Pelicans, os jogadores dos dois times deixaram o cronômetro da posse de bola estourar aos 24 segundos, fazendo referência a um dos números utilizados por Kobe durante sua carreira.

Do lado de fora do Staples Center, a casa do Los Angeles Lakers, fãs do mundo inteiro se reuniram para prestar homenagens: cartas, flores, velas e orações para o astro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários