Em Grande Fase
Coluna
Em Grande Fase
Com Edilson Silva

Motivos para acreditar

Por O Dia

Oswaldo de Oliveira: técnico e jogadores do Flu buscam adaptação
Oswaldo de Oliveira: técnico e jogadores do Flu buscam adaptação -

É lógico que a situação do Fluminense é complicada no Campeonato Brasileiro. Setenta e oito por cento de risco de ser rebaixado, os próximos quatro jogos serão longe do Rio (Fortaleza, Palmeiras, Corinthians e Goiás) e o elenco ainda não se adaptou ao comandante. Mas eu acredito em Oswaldo de Oliveira. Ele não caiu ali de paraquedas. E o Tricolor ainda tem 22 jogos pela frente, com 11 deles sendo no Rio de Janeiro (contando os clássicos), um como mandante em Brasília e 10 fora de casa. A conta é buscar 33 pontos. Vale lembrar que alguns adversários como Corinthians e Grêmio estão envolvidos em outras competições e devem ir com o time reserva. Não só isso: depois do que foi feito em 2009, não se duvida do Fluminense. Hoje são 78%. Eram 98% há dez anos. A caminhada não será fácil, mas acredito em dias melhores para os tricolores. Trabalho e empenho vão ter que sobrar.

RESPEITEM A NAÇÃO

O Flamengo ultrapassou a marca de 117 mil sócios torcedores adimplentes. Um trabalho feito desde 2013 e que, com seriedade, tem mostrado que o maior patrocinador que um clube pode ter, ainda mais pelo tamanho, é a sua torcida. Renda certa e que cada vez mais rema na direção da independência e do crescimento da instituição. Grande fase, torcida rubro-negra!

DE NOVO, CBF?

É um completo absurdo que a CBF esteja novamente interferindo na utilização de jogadores profissionais por conta de amistosos para a Seleção de base. Já aconteceu com Talles, do Vasco, e agora o Flamengo não teve a liberação de Reinier. Ambos com 17 anos e que já fazem parte do elenco principal. Postura lamentável de quem deveria ajudar os clubes, não prejudicá-los. Que fase!

VITÓRIA ALVINEGRA E CARIOCA

A ampliação do contrato do Botafogo para a concessão do Estádio Nilton Santos até 2031 não é uma vitória apenas alvinegra, mas também do futebol e do povo carioca. Além do trabalho bem feito que está ocorrendo no local, ter uma casa identificada é mecanismo de evolução para o time de General Severiano. Grande fase fora e dentro de campo, que evita também mais um 'elefante branco' na cidade.

Comentários