Vasco perde força em casa no returno e é derrotado pelo Palmeiras na Colina

Cruzmaltino joga mal, termina o jogo com Castan expulso e não se reencontra em casa no returno

Por MARCELO BERTOLDO

Bruno César leva a pior na briga pela bola com Matheus Fernandes: jogo teve atuação polêmica da arbitragem
Bruno César leva a pior na briga pela bola com Matheus Fernandes: jogo teve atuação polêmica da arbitragem -
Rio - Os números não metem. A derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, nesta quarta-feira, consolidou a queda de rendimento do Vasco em São Januário no returno do Brasileiro. Foi a terceira derrota em casa contra duas vitórias desde setembro. O resultado mantém o Verdão, com 66 pontos, no rastro do líder Flamengo, com 71. O Cruzmaltino, com 39 pontos, caiu para o 12º lugar, mas segue com oito de vantagem sobre o Z-4.
Com uma trinca de volantes com boa qualidade de passe e finalização, Vanderlei Luxemburgo apostou numa fórmula de ameaçar o Palmeiras sem sofrer muitos riscos. No entanto, o estilo mais cadenciado de Fellipe Bastos e Guarín não favoreceram uma rápida saída de bola, também prejudicado pela falta de precisão.
De olho no clássico com o Corinthians, sábado, no Pacaembu, Mano Menezes decidiu poupar sete titulares, entre eles Bruno Henrique, Gustavo Scarpa e Dudu. Ainda assim, o Verdão tomou a iniciativa e abriu o placar com Lucas Lima, que teve que finalizar duas vezes para marcar no rebote de Fernando Miguel, aos 11 minutos.
Por sorte, a resposta cruzmaltina foi quase que imediata. Aos 18 minutos, Pikachu descolou um ótimo passe para Rossi que cruzou. Ao tentar se antecipar a Marrony, Mayke chutou contra o próprio patrimônio e empatou. Com o jogo aberto, as duas equipes se alternaram no ataque, mas sem muito perigo.
Mas depois da bobeada de Luan, Guarín roubou uma bola na intermediária e, cara a cara, com Fernando Miguel chutou a bola nos pés do goleiro, desperdiçando uma chance clara. Com o empate persistiu até o fim do primeiro tempo, o Palmeiras voltou do intervalo com Luiz Adriano e, pouco depois, apostou em Dudu para buscar a vitória e se manter na cola do Flamengo.
O Vasco demorou a mexer, deixando a torcida impaciente pela lentidão na saída de bola e falta de criatividade. Com Tiago Reis no lugar de Bruno César, Luxa tentou sem sucesso segurar a bola na frente, sem sucesso. Zé Rafael já havia acertado até a trave em meio à pressão imposta na Colina, confirmada em outras duas chances de Raphael Veiga.
Aos 31 minutos, a crescente investida do Versão surtiu efeito. Numa jogada polêmica, com consulta ao VAR, o árbitro Rafael Traci validou o gol de Luiz Adriano após ganhar a dividida com Danilo Barcellos, que pediu falta no início da jogada: 2 a 1. Para piorar a situação, Leandro Castan foi expulso por reclamação e, assim como Marrony, suspenso, não enfrenta o CSA, domingo, no Rei Pelé.

Comentários