Foto inédita! Imagem mostra vale por onde a água correu em Marte

Esse sistema fluvial tem entre 3,5 e 4 bilhões de anos de idade e aproximadamente 700 quilômetros de comprimento

Por iG

Vale seco em Marte chamado Nirgal Vallis
Vale seco em Marte chamado Nirgal Vallis -
Esta imagem da sonda Mars Express, divulgada hoje (10) pela Agência Espacial Europeia (ESA), mostra um vale seco em Marte chamado Nirgal Vallis. Essa vista em perspectiva oblíqua foi gerada usando dados do Mars Express coletados em 16 de novembro de 2018, durante a órbita Mars Express 18818. A resolução do solo é de aproximadamente 14 metros por pixel.

Nirgal é o deus da guerra, Marte, em babilônio. Situado ao sul do equador marciano, o Nirgal Vallis já foi preenchido com água corrente que se espalhou pelo planeta. Esse sistema fluvial tem entre 3,5 e 4 bilhões de anos de idade e aproximadamente 700 quilômetros de comprimento.

“A parte do Nirgal Vallis capturada nesta imagem fica no extremo oeste do sistema fluvial, onde está lentamente se espalhando e se dissipando”, disseram os pesquisadores da Mars Express. “O extremo leste é muito menos ramificado e mais claramente definido como um único vale, e se abre para o grande Uzboi Vallis, onde se supõe que havia um grande e antigo lago que há muito tempo secou.”

O Nirgal Vallis é um exemplo típico de vale com cabeça de anfiteatro. “Como o nome sugere, em vez de terminarem de forma direta ou brusca, as extremidades desses tributários têm a característica semicircular e arredondada de um anfiteatro grego antigo”, disseram os cientistas. “Esses vales também costumam ter paredes íngremes, solos lisos e, se cortados em uma seção transversal, adotam o formato de ‘U’.”

Dunas de areia

“Os vales retratados aqui têm cerca de 200 metros de profundidade e 2 quilômetros de largura, e seus solos são cobertos por dunas de areia; a aparência dessas dunas indica que os ventos marcianos tendem a soprar aproximadamente paralelos às paredes do vale.”

Para os pesquisadores, o Nirgal Vallis se formou de maneira similar à dos vales morfologicamente semelhantes que vemos na Terra. “Como parece não haver afluentes semelhantes a árvores que se ramificam no vale principal do Nirgal Vallis, é provável que a água tenha sido reabastecida no passado de Marte antigo por uma mistura de precipitação e fluxo de superfície do terreno circundante”, disseram eles.

“O sistema também pode ter suas raízes em um processo conhecido como esgotamento das águas subterrâneas, quando a água luta para viajar verticalmente através de um meio e, então, infiltra-se de modo contínuo e lateralmente através do material em camadas abaixo da superfície.”

“Vemos esse tipo de mecanismo na Terra em ambientes onde o material da superfície é muito fino e frouxo, dificultando a penetração da água – ambientes amplamente lodosos, arenosos, não consolidados e de granulação fina, onde as camadas inferiores da superfície são permeáveis ​​e mais amigáveis para a água do que aqueles acima deles.”

Comentários