PM é morto após reagir a assalto dentro do São Gonçalo Shopping

Sargento Max Freitas da Silva presenciou o roubo a uma loja do centro comercial, reagiu e foi baleado pelas costas

Por O Dia

Sargento Max Freitas da Silva
Sargento Max Freitas da Silva -
Rio - Um policial militar morreu, na noite desta quinta-feira, dentro do São Gonçalo Shopping, que fica no município da Região Metropolitana do estado. O sargento Max Freitas da Silva, de 45 anos, estava de folga quando, por volta das 21h, presenciou e reagiu a um assalto em uma loja do centro comercial, que fica no bairro Boa Vista.
De acordo com testemunhas, o sargento, que é lotado no Depósito Central de Armas e Munições do 4º Comando de Policia de Área (DCMUN/4º CPA) da PM, morreu no local após ser atingido por um tiro nas cotas dado por um dos dois assaltantes que estavam no local. Os bandidos ainda levaram a arma do agente e depois fugiram.
Quem estava no shopping na hora dos disparos ficou desesperado. Algumas pessoas se abaixaram e se jogaram no chão para não serem atingidas. Vídeos gravados dentro e fora do centro comercial mostram a situação no local momentos depois do crime; confira!
A assessoria do São Gonçalo Shopping disse que por medida de segurança, o centro comercial teve que ser fechado mais cedo. "O shopping está à disposição das autoridades", disse, em nota.
A Polícia Militar disse que o sargento estava na corporação desde 2001 e deixa esposa e filho. O sepultamento do policial será neste sábado, às 12h, no cemitério Parque Niterói, em São Gonçalo.

Ele é o terceiro policial morto em 2020, o primeiro foi ferido em 2019, ficou hospitalizado e teve seu óbito em 2020. De acordo a corporação, em 2019, 57 policiais morreram e em 2018, 92 policiais morreram em ações violentas.  
2 PMS MORTOS EM 48H
Somente nesta semana, quatro PMS foram baleados no Rio. Além do sargento Freitas, o cabo Leandro Jorge Cardoso Salomão, de 31 anos, também morreu durante uma tentativa de assalto no Engenho Novo, na Zona Norte do Rio, na noite terça-feira.
Os outros dois casos aconteceram com o cabo Elias Figueiredo Maciel e com o sargento Carlos Henrique Maillard Araújo. O primeiro foi baleado no fim da madrugada de segunda em Vigário Geral e está internado com o quadro de saúde estável no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (Saracuruna), em Duque de Caxias. Horas depois, o sargento Maillard foi ferido durante um assalto, em São Gonçalo, e está estável no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat).

Galeria de Fotos

Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Sargento Max Freitas da Silva Arquivo Pessoal
Sargento Max Freitas da Silva Arquivo Pessoal
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Caso aconteceu na noite desta quinta Reprodução / Internet
Recompensa é de R$ 5 mil Divulgação / Disque Denúncia
RECOMPENSA
No início da madrugada desta sexta, o Disque Denúncia divulgou que está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil para quem der informações que levem à prisão dos envolvidos na morte do sargento Freitas. O mesmo valor é oferecido no caso do cabo Leandro Jorge.
Quem tiver qualquer informação pode entrar em contato através seguintes canais: WhatsApp do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099; Facebook/(inbox): www.facebook.com/procuradosrj; Disque Denúncia (21) 2253-1177; ou ainda pelo aplicativo "Disque Denuncia RJ".
A entidade avisa que todas as denúncias são sigilosas e que as informações recebidas serão encaminhadas para a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) e para a Polícia Militar, que estão responsáveis pelo caso.
Recompensa é de R$ 5 mil - Divulgação / Disque Denúncia

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro