O casal P*C@ da Internet

Tati Martins e Marcelo Carlos são donos de um canal que conta com mais de 1.2 milhões de seguidores

Por O Dia

Tati Martins e Marcelo Carlos
Tati Martins e Marcelo Carlos -
Eles são tipo Batman e Robin. Não dá para ver um sem pensar no outro. Eles parecem ser uma engrenagem perfeita, pois um completa o raciocínio do outro, assim como os palavrões e as gírias de Santo André, no ABC paulista. Referência em ao vivo no Youtube, o casal da nossa entrevista de domingo mantém um canal que conta com mais de 1.2 milhões de seguidores e é feito direto de Orlando, nos Estados Unidos. Indo na contramão do que se esperava, mesmo morando na terra do Mickey, Tati Martins e Marcelo Carlos optaram por falar das fofocas e barracos que acontecem aqui no Brasil e é de maneira engraçada, franca e sem rabo preso que eles divertem seus fiéis seguidores de segunda a sexta, às 20h, no programa 'Hora da Fofoca'.
Tati
Quando você descobriu que era fofoqueira?
Todos somos fofoqueiros. A gente está sempre repercutindo a vida alheia por aí. Quando vi que poderia ganhar dinheiro com isso assumi o título com gosto e com orgulho.
Você já apresentou o programa quando estava triste? Fica diferente?
Claro que já! Na verdade a gente vai aprendendo a lidar, é como qualquer outro trabalho, você tem que focar e deixar os sentimentos de lado. O bom é que quando termino nem lembro que estava triste. É uma terapia!
Você e Marcelo são casados e trabalham juntos. Mesmo quando acontece um erro no 'ao vivo', vocês sempre tem bom humor pra resolver. Vocês nunca quebram o pau, gente?
A gente briga sim, são quase 23 anos de casados e uns 20 trabalhando juntos, não tem como não brigar. Mas acho que faz tempo que a gente não 'quebra o pau'.
Vocês criticaram a direção da 'Fazenda' publicamente e perderam o contrato com a Record. Se arrepende? A grana era boa? Eles pagaram todo o contrato?
A gente não se arrepende, não. Existe limite pra tudo, não estávamos dispostos a compactuar com o que achávamos errado. A grana era boa, o problema é quando converte pra dólar. Eles pagaram o contrato todo sim.
Por que falar de artistas brasileiros em Orlando? Por que não fazer um programa falando de celebridades americanas, já que vocês moram aí?
De vez enquanto a gente fala dos gringos. Depende da dimensão da polêmica. Não foi algo que decidimos, aconteceu naturalmente.
De onde vêm as gírias usadas no programa ('Oh, Nelba', 'Kkk rimos muito', 'lugar de ranço' e tantas outras)? Qual é o significado de cada uma delas?
Eita! São muitas gírias! Algumas vêm da nossa vivência, outras de algo que os próprios famosos falaram, outras surgem nos ao vivos mesmo. Se for falar de cada uma delas a gente vai precisar de mais página aqui na coluna. 'Oh, Nelba' é dedicado a uma ex-funcionária nossa, ela era um pouco 'devagar' e quando explicávamos algo ela só dizia: 'oh!'. A partir daí, muito antes de termos a WebTVBrasileira, já usávamos o 'bordão' quando queríamos dizer que a pessoa 'estava perdida'. 'Kkk, rimos muito' foi criado por Bruna Gomes. Viajamos juntos esse ano e ela falava isso sempre, o crédito é todo dela. 'Lugar de ranço' surgiu por causa do 'BBB20', onde tudo e todos vinham de algum 'lugar'.
Você nunca teve vontade de deixar de comentar fofocas e passar a dar seus próprios furos?
NUNCA! Pra fazer esse trabalho diário e ao vivo com prazer, descobri que tinha que me divertir. E já deu pra perceber que não preciso de muito pra me divertir, né? Me divirto comentando e opinando os 'conteúdos de qualidade' vindos de colegas fofoqueiros por aí, ou do próprio famoso, que hoje em dia causa nas suas redes sociais. Não tem nada de divertido na 'briga' por furos, não tenho vontade nenhuma em entrar na guerra do 'exclusivo' e jogar um jogo que, muitas vezes, é sujo e interesseiro.
Quem são as celebridades pelas quais os webtvezeirosmais se interessam?
O webtvzeiro é 'team treta'. Não importa a celebridade. O que importa é a polêmica.
Que conselho você daria para quem quer ingressar no Youtube?
Comece! Muita gente só fica no 'querer' e acaba colocando um monte de empecilhos. Dê o primeiro passo e vá aprendendo, aprimorando e se encontrando.
Já sofreram algum tipo de represália ou reclamação por fofocas que fizeram ou todo mundo leva no bom humor?
Por fofocas acho que não porque não focamos em furos, mas por causa da nossa opinião, claro que sim! Alguns fãs de famosos/subcelebridades ficam pistola quando você diz o que pensa de alguma atitude do seu ídolo. Pra alguns essas pessoas estão em um pedestal, mas pra gente, são todos iguais.
Marcelo
Quem teve a ideia de fazer o canal da WeBTVbrasileira?
A ideia surgiu dos dois. Foi um processo, fomos aperfeiçoando. Começamos entrevistando artistas que vinham aqui pra Flórida, cobrindo shows e eventos e depois fomos mudando o formato, vendo o que nos dava mais prazer em fazer e o que dava mais certo com o público.
Você já entendia tudo de tecnologia ou foi aprendendo?
Já tínhamos uma produtora de vídeo, toda essa parte de câmeras, iluminação, edição já era parte do nosso trabalho. Tive que aprender a usar a ferramenta "ao vivo" da plataforma com a mesma qualidade que estávamos acostumados com vídeo gravados.
Você recebe muita cantada? Como você lida com isso?
A gente é muito da zoeira, então as 'cantadas' também seguem essa linha. Lido com muito bom humor.
O trabalho e a família estão sempre juntos. Não cansa não?
Nosso 'normal' é estar sempre junto, mas quando precisamos de espaço, cada um vai pro seu canto. Não colocamos um peso enorme nisso. É natural se sentir 'cansado'.
Já pensou em fazer outra coisa?
Trabalhei em muitas coisas. Construção, car wash, dishwasher, limpeza, produtora. Foram fases muito bem vividas. Hoje estamos no YouTube vivendo intensamente mais uma fase. Não temos planos de fazer outra coisa, pelo menos não por agora... Mas amanhã pode mudar tudo. As coisas nas nossas vidas sempre foram acontecendo e a gente foi se adaptando.
Por que vocês decidiram se mudar pra Orlando? Vocês tem três filhos e apenas um é americano. É isso?
A oportunidade surgiu e nós já estávamos em busca de uma mudança radical pra ter as rédeas da nossa vida e não ficar dependendo da família, então, resolvemos 'meter as caras' todos juntos. Victor e Marcelinho eram bebês ainda, um ano e meio e dois meses, respectivamente. Já a Sophia nasceu aqui.
Vocês já apresentaram o programa brigados?
Claro que já. Assim como já fotografamos casamentos brigados, já fizemos faxina brigados. Não dá pra deixar de trabalhar por causa de briga.
Qual é o segredo do sucesso?
O sucesso é relativo. O que pra mim é sucesso, pode parecer besteira pra você e vice e versa. O 'segredo', no nosso caso, está em ter coragem pra mudar. A rápida adaptação em cada mudança também conta muito. Não dá pra ficar parado reclamando, tem que ir atrás, e é o que fazemos há 23 anos.
O que mudou na rotina de vocês com a pandemia?
Na rotina de trabalho não mudou nada, já que trabalhamos de casa. Nós somos muito caseiros também, então não teve um impacto grande nas nossas vidas. Acho que as nossos filhos sentiram mais, a mudança pra eles foi maior.
Por que você acha que a TV está perdendo lugar para o Youtube e outras redes sociais?
A TV sempre enfiou goela abaixo do povo seus programas, apresentadores, etc. Sem internet, ficávamos à mercê. Não tínhamos opção de entretenimento. Hoje o jogo virou e a TV ainda não conseguiu se adaptar.
Veja a galeria de fotos:

Galeria de Fotos

Tati Martins e Marcelo Carlos Divulgação
Tati Martins e Marcelo Carlos Reprodução
Tati Martins e Marcelo Carlos Reprodução
Tati Martins e Marcelo Carlos Reprodução
Tati Martins e Marcelo Carlos Reprodução
Tati Martins Divulgação

Comentários