Diego Hypolito e Jojo Todynho cantam juntos o hino nacional na abertura do brasileiro de ginástica

"Medo de virar meme", disse o ginasta à coluna

Por O Dia

Diego Hypólito e Jojo Todynho
Diego Hypólito e Jojo Todynho -
Diego Hypolito e Jojo Todynho vão cantar o Hino Nacional nesta quarta-feira (05), na cerimônia de abertura do Campeonato Brasileiro Caixa de Ginástica Artística, que acontece às 20h, no Parque Olímpico da Barra. Os dois ensaiaram o hino na manhã hoje. O convite foi feito pelo presidente da federação de ginástica do Estado do Rio, Bruno Chateaubriand. "Jojo abriu mão de seu cachê e o Diego, que já subiu ao pódio 69 vezes em etapas da Copa do Mundo de Ginástica, vai ter a oportunidade de estar do outro lado, cantando o hino para os atletas", disse Bruno. Diego, aliás, quer investir na carreira de cantor assim que terminar sua trajetória no esporte. Em conversa exclusiva com a coluna, o atleta falou um pouco da expectativa para a apresentação e revelou a vontade de seguir carreira na música. Confira:
Amanhã você e a Jojo vão cantar o hino nacional no Brasileiro de Ginástica, no Parque Olímpico. Como está a expectativa para essa apresentação?
Eu estou bem ansioso. Porque eu nunca cantei o hino em um Brasileiro de Ginástica. Algo inusitado tanto pra mim, quanto pra ela. Essa questão da música é algo novo pra mim, mas ao mesmo tempo não é, porque quando eu era criança achava que seria cantor, mas aí a ginástica se priorizou na minha vida. Quem sabe agora eu não faça algo relacionado à música? Tenho conversado muito sobre isso. Tive propostas para iniciar uma carreira de cantor, que eu nunca imaginava que alguém algum dia teria esse interesse em mim.

Tem medo de errar a letra e virar meme?
Eu e a Jojo estavámos juntos treinando bastante, porque o hino nacional é muito complicado. Tem muitas partes que às vezes acaba confundindo, fora o medo de virar meme por cantar errado, né? Acho que a gente está treinando agora para que dê certo. Eu descobri que cantava errado, embora na época da escola, em que eu estudava em Santo André, a gente tivesse a obrigação de saber o hino. Antigamente a gente lia o hino, mas com o tempo acaba que a gente vai errando uma coisa ou outra. Meu medo maior sem dúvidas é errar o hino, não é nem tanto a questão de cantar em si.

Pensa em um dia investir na carreira de cantor? Ou cantar pra você é só um hobby?
Em 2014 eu comecei com essa vontade de voltar a cantar. É algo que é implantado na minha vida no dia a dia, porque eu sou uma pessoa muito musical, escuto música o dia inteiro e gosto muito de música. Meus grandes ídolos são da música, a Ivete. Na época que a Anitta ficou muito feliz porque a Ivete seguiu ela, eu também fui ver se ela me seguia. Pensei: 'é óbvio que ela não me segue'. E na épca ela já me seguia e eu fiquei muito feliz em saber. Pode parecer uma bobeira, mas a Ivete é uma das pessoas que eu tenho como referência na minha vida, porque eu acho a Ivete uma pessoa muito alto astral, que transborda alegria, e quem sabe um dia a gente não canta junto?

Você disse em entrevista que no meio da ginástica artística rola preconceito quanto à atletas homossexuais. Agora que você se assumiu gay, pensa em encerrar a carreira de ginasta por conta desse preconceito?
Na realidade eu nunca fui muito de ir pela opinião dos outros. Minha carreira na ginástica foi bastante intensa, com resultados expressivos, mas também com derrotas, que é algo natural. Ainda sou ginasta atualmente, e por enquanto estou lidando com a música e a ginástica em conjunto. Tenho ficado surpreso com as pessoas falando sobre eu cantar, porque isso é algo novo na minha vida. Desde que cantei no 'Altas Horas' com o Felipe Araújo começaram a abrir algumas portas. Eu me sentia um pouco inseguro, mas essa questão musical, eu nunca fiz aula de canto, mas já fiz fono em São Paulo. Cantar começou lá atrás, quando eu era pequeno e minha mãe me colocava para cantar ópera para a família. Então é algo que já está dentro de mim desde criança. Vamos com um passo de cada vez. Hoje canto só o hino nacional. Tenho projetos com a música sim, mas é um passo de cada vez. Vou cantar o hino nacional para ver se não vou virar meme.

Comentários