Gravadora tenta 'apagar incêndio' após lançamento de clipe de cantora gospel

Internautas reclamam que o vídeo da música de Cassiane romantiza a violência

Por O Dia

Cassiane
Cassiane -
Após a indignação dos internautas com a mensagem transmitida pelo clipe da canção 'A voz', da cantora gospel Cassiane, Marina de Oliveira, diretora artística da gravadora MK Music se pronunciou sobre a produção. O clipe mostra uma mulher que é agredida e perdoa o marido sem denunciar o agressor à polícia. Muita gente achou que houve uma romantização à violência doméstica. Pois bem. Na mensagem - numa clara tentativa de abafar o dano causado -, Marina afirma que as pessoas não entenderam a profundidade da história. Segundo ela, para isso, seria necessário se converter. "Não podemos esperar que pessoas que ainda não foram alcançadas pela graça de Deus compreendam a profundidade da história. Essas pessoas não acreditam que Deus em sua misericórdia tem poder para mudar a vida e o comportamento de uma pessoa. Para enxergar e compreender isso é preciso se converter". Ah! Agora esta colunista que vos escreve entendeu tudo (contém ironia)!

Marina também explica que o clipe não deixa claro se a vítima denunciou ou não seu agressor, mas admite que o desfecho da história não é revelado. "Como esta mulher do clipe, existem milhares de outras que sofrem agressão e a decisão da denúncia é de cada uma delas. Notem que não fica claro no clipe se a mulher denunciou o marido. Quem sabe, quando ela foi embora também não ligou para denunciar? Assim como não aparece a mulher denunciando, também não aparece ela voltando para casa. O clipe termina em aberto justamente por ser um assunto tão íntimo, delicado e polêmico”.

Apesar da MK Music ter editado a descrição do vídeo em seu canal do Youtube, acrescentando agora o telefone 180 do disque denúncia, Marina afirma que o clipe se limita a uma abordagem espiritual do assunto. "Nossa abordagem no clipe é espiritual e não jurídica. O foco do clipe é que a voz de Deus faz demônios saírem e tem poder para transformar vidas e conceder uma segunda chance até para o mais vil pecador, ou criminoso.", explica.


Entenda a polêmica

Lançado no dia 17 de julho, o clipe da canção 'A Voz', da cantora gospel Cassiane, mostra uma mulher que sofre violência doméstica de seu companheiro. No clipe, a vítima sai de casa, deixando um bilhete para o seu agressor dentro de uma Bíblia com os dizeres: "Reconhece a voz de Deus. Deixa ela estremecer o seu coração. O timbre Santo do Senhor há de te curar, pois Ele é a voz que restaura a vida. Oro por você. Perdoo você". 

A produção da MK Music recebeu diversas críticas de internautas que questionaram o fato da mulher agredida não ter denunciado o seu agressor e ainda perdoá-lo.

Até o momento da publicação desta nota, o clipe no Youtube já havia recebido 36 mil 'deslikes' e diversos comentários que reprovam uma possível romantização da agressão contra a mulher.

Comentários